free web hosting | free website | Business Hosting Services | Free Website Submission | shopping cart | php hosting

Jornal de quase todos os desportos

Página 1
Email

Edições anteriores
Número 1

Número 2

Entrevistas Exclusivas
Nandrolona

Octávio Machado





Por: Zé Carrapato
A BOLHA


Maria Nandrolona Casca, que o ano passado ficou conhecida por toda a Europa desportiva por Nandrolona, concedeu esta semana uma entrevista ao "A Bolha", onde fala de tudo e mais alguma coisa.

A BOLHA- Senhora Nandrolona, então explique lá o que se passa com os jogadores de futebol?

NANDROLONA- Como assim?! O que se passa?

A BOLHA: Sabe desde o último ano que os testes a substâncias proibidas têm acusado altos índices de si no sangue dos jogadores, e como você é considerada uma substância proibida, muitos futebolistas de craveira internacional têm sido suspensos pelos organismos que dirigem o futebol.

NANDROLONA: Para ser sincera, não sabia de nada disso. Além do mais, desde que me separei do meu marido, o Xico Casca, deixei de ser a modos que uma substância proibida, se é que me entende. Depois, não tenho culpa que os moços se viciem comigo. Sabe, desde pequenina, a minha mãezinha que Deus tem, sempre disse que eu era uma moça muito dada.

A BOLHA: Está bem. Mas não acha estranha toda esta situação?

NANDROLONA: Olhe, isto é mais ou menos assim: a gente, por assim dizer, eu e os futebolistas, conhecemo-nos e vamos tomar um copo ou qualquer cosa do género. Depois logo se vê.

A BOLHA: E parece que o problema é que quase sempre se vê.

NANDROLONA: Pois. E que culpa é que eu tenho? Isto é tudo uma coisa muito natural, até os bichinhos gostam. É como se fosse uma droga. Quanto mais a gente toma, mais queremos tomar, verdade?

A BOLHA- De facto, parece que o problema é mesmo esse. As autoridades consideram-na mesmo uma droga, e ainda por cima ilegal.

NANDROLONA: Se calhar foi por causa disso que os moços lá de Itália deixaram de me falar. Sabe, também não fiquei muito chateada...

A BOLHA: Então porquê?

NANDROLONA: Porque cada vez que saíam comigo, iam logo no dia a seguir para a televisão e para os jornais dizer que não sabiam de nada, que nunca me tinham conhecido, que a culpa não era deles, essas coisas. Eu cá não sou uma substância proibida, como já lhe expliquei, mas também não gosto que andem a falar assim de mim. E ainda por cima na televisão...é um disparate, verdade?

A BOLHA: Depende do ponto de vista.

NANDROLONA: Bem, agora também era o que faltava. Não vim para aqui falar de coisas privadas. Cada um é como cada qual e cada qual tem os seus gostos. Agora o senhor ponha- se no meu lugar...

A BOLHA: Quer trocar de cadeira comigo?

NANDROLONA: Não, que disparate! Você parece daqueles jornalistas que andou nas universidades privadas e tirou o curso à custa de umas notas de conto. E além do mais, esses sujeitos do comité olímpico, que consideram as pessoas proibidas quando consumidas em excesso, deviam bater na boca.

A BOLHA: E então porquê?

NANDROLONA: Então não foram esses que receberam o dinheiro de Cabo Verde para fazer os Jogos Olímpicos de Inverno no Sal? Sabe que Cabo Verde tem muitos Mormons. Esses são pior que uma praga, mas têm muito dinheiro. Também, podiam dar menos nas vistas. Como se na ilha do sal nevasse! Ao menos podiam ir para o Pico, mas se calhar tiveram medo que os Portugueses se lembrassem do Limão e do Está Calado, aquele que era do Benficas, verdade?

A BOLHA: Que grande confusão a senhora está a fazer. Os Jogos Olímpicos não vão ser na Ilha do Sal, mas em Salt Lake City, nos Estados Unidos.

NANDROLONA: Ah! Está bem, pronto. Também não é preciso falar assim.

A BOLHA: Bem, vamos lá ao que interessa. E agora, o que pretende fazer a senhora em relação ao problema?

NANDROLONA: Qual problema?

A BOLHA: Dos jogadores, senhora!

NANDROLONA: E o que é que eu tenho a haver com isso. O problema é dos jogadores, não é meu! Agora, se não se importa, vou-me embora. O Pedro Nãocorras está à minha espera.

 

Uns amores...

Simplesmente FANTÁSTICO, continuem e muito boa sorte.
Aconselho a visitarem o meu site, e comentarem se quiserem...
http://www.media-seguros.bravepages.com
Saudações "deportivas".
Pedro Gamelas

Este site tá o máximo!
Continuem assim!
Soltei algumas gargalhadas enquanto li os artigos!
Comprimentos
Filipa